0 Flares Facebook 0 Twitter 0 0 Flares ×

Geralmente os viajantes falam sobre estar algum lugar novo, mas hoje eu gostaria de falar sobre nosso lar doce lar.

Depois de 1 ano e meio de loucura, tendo que fazer as malas e mudar por 3 vezes, eu finalmente sinto algo que eu não sentia há um tempo, eu me sinto em CASA!

 

O QUE É LAR PARA VOCÊ?

5 anos atrás, enquanto eu morava em San Jose (California) um rapaz me disse: “Não existe nenhum lugar como a nossa CASA”.

Hoje eu posso dizer que concordo plenamente com ele, embora ele se referia à casa de sua família quando me disse isso. Na minha opinião, CASA/LAR pode ter significados diferentes, um lugar onde:

  • você se sinta confortável;
  • você possa ser você mesmo sem medo de ser julgado;
  • você se sinta amado;
  • e/ou um lugar onde você se sinta realizado pois sabe que trabalhou muito para conquistá-lo.

Percebe o que temos em comum em todas essas defineções? SENTIMENTO!

Você pode estar em casa, mas isso não quer dizer que você se sinta em casa.

home4

Ano passado, enquanto eu morava na Australia a trabalho, tive sorte em morar em um apart-hotel bem no centro da cidade, onde havia uma faxineira que ia limpá-lo diariamente. Legal, não é mesmo?

As pessoas me chamavam de “louca” porque eu levei comigo uma estátua do Buddha e um quadro que comprei na Tailândia (talvez eu seja um pouco louca rs). A verdade é que eu estava tentando fazer daquele lugar meu lar. Toda semana eu comprava flores para deixá-lo com mais cara de casa, mas sinceramente, eu não me SENTIA em casa.

Em janeiro de 2015 eu fiz um mochilão pelo sudeste asiático por 30 dias. Me lembro como se fosse hoje, a felicidade ao voltar para minha casa e sentir aquele cheirinho de lençóis limpos e de tomar banho no meu próprio banheiro sem precisar de chinelos.

Um sentimento que não tem preço!

Provavelmente, eu não valorizaria tudo isso se não tivesse todas essas experiências de viagem. Felizmente eu tive essas oportunidades, e hoje fico muito grata por este sentimento de estar em casa.

VIAJAR É MARAVILHOSO, MAS SE SENTIR EM CASA TAMBÉM É!