Tudo o que você precisa saber sobre as Maldivas em apenas um artigo!

Localização:

As ilhas Maldivas são conhecidas pelas suas águas cristalinas, praias de areia branca, resorts luxuosos e ótimos lugares para mergulhar e surfar. O país está localizado no Oceano Índico, próximo ao Sri Lanka e a Índia.

 

População:

A população das Maldivas é de aproximadamente 400.000 pessoas.

 

Idioma:

Dhiveri/Divehi é o idioma local e oficial. A maioria dos maldívios que trabalham com turismo falam inglês também.

 

Ilhas:

O arquipélago é composto por mais de 1.190 ilhas agrupadas em 26 atóis. Durante 1 mês que estive nas Maldivas eu visitei as seguintes ilhas: Male (Capital), Hulhumale (onde o aeroporto está localizado), Maafushi, Fulidhoo, Gulhi, Dhigurah, Rasdhoo, Ukulhas, Thoddoo e Ellaidhoo.

Ilha Gulhi - Maldivas

Ilha Gulhi – Maldivas

 

Moeda:

Rufiyaa (MVR) é a moeda das Maldivas, mas dólares americanos também são aceitos. É bom ter em mente que poucas ilhas possuem caixas eletrônicos.

 

Religião:

O islamismo é a religião oficial das Maldivas, com isso é importante que você saiba que:

  • Porcos e cachorros são proibidos no país.
  • Bebidas alcoólicas também não são permitidas, a não ser que você esteja em um resort, barco de safari ou no hotel do aeroporto chamado Hulhule. Nem adianta levar bebidas alcoólicas para o país porque elas serão confiscadas no aeroporto.
  • Todos devem cobrir o colo e coxas. Os biquínis são permitidos apenas nas hospedagens, barcos e nas chamadas Praias do Biquíni “Bikini Beach”. Obs: Toda ilha local possui uma praia chamada Bikini Beach designada especialmente para os turistas.
  • Lembre-se de que sexta-feira é o dia de descanso dos muçulmanos e o comércio não abre. Além disso eles rezam várias vezes por dia e fecham os estabelecimentos em horários específicos para a prática. Confira os horários aqui.
Muçulmanas em Maafushi - Maldivas

Quando o batom combina com a roupa do bebê.
Foto: Elaine Villatoro

Vacinas:

O certificado internacional de vacinação contra a febre amarela é exigido para os viajantes vindos de países com alto risco de transmissão da doença, o Brasil é um deles. Para verificar quais países estão listados, clique aqui

Confira nosso post sobre Medicina do Viajante.

Seguros Promo  

Visto:

O visto de 30 dias é emitido durante a chagada nas Maldivas. Para acompanhar atualizações futuras, clique aqui

 

Outros requerimentos para entrada no país:

Na hora do check-in, antes de embarcar para as Maldivas as cias aéreas solicitam a passagem de volta e comprovantes das reservas para toda a estadia no país. No meu caso, eu não tinha certeza de quanto tempo ficaria nas Maldivas, então eu comprei uma passagem aérea considerando os custos que teria com possíveis alterações, e reservei um hotel que não cobrava taxa de cancelamento.

Seguros Promo

Você também pode verificar com sua acomodação dos primeiros dias, se eles podem enviar confirmação de reserva para todos os dias da sua viagem, já sabendo que na realidade você ficará lá por menos tempo.

 

Hospedagem:

O turismo nas Maldivas se iniciou em 1970 com resorts luxuosos. Em 1984, o governo criou uma lei dizendo que todos os turistas eram obrigados a ficar apenas em resorts. Apenas em 2009, o governo permitiu as ilhas locais a construirem guest houses, deixando as Maldivas com um turismo mais acessível.

É possível encontrar Guest Houses luxuosas que oferecem serviços de ótima qualidade.

  • Para ganhar R$50 na sua próxima estadia reservada através do Booking.com clique aqui.
  • Para ganhar R$130 em sua primeira reserva no Airbnb clique aqui.
Biquíni Beach de Fulidhoo - Maldivas

Bikini Beach de Fulidhoo – Maldivas
Foto: Elaine Villatoro

Impostos e taxas:

Fique atento! Impostos e taxas muitas vezes não estão inclusos nos preços iniciais de hospedagens, atrações, pacotes, etc. Para você ter uma idéia, as hospedagens cobram:

10% de Serviço de Hotel + 12% GST (Goods and Services Tax) + USD 3 de Green Tax por pessoa por noite + e se você usar cartão de crédito muitos estabelecimentos cobram uma taxa de 3,5% a 5%, sem contar o IOF de 6,38% como já é de costume para qualquer viagem internacional.

 

Transporte:

O transporte entre as ilhas Maldivas é feito via ferry (balsa), lanchas e vôos.

Ferry é a maneira mais barata de se locomover nas Maldivas, porém não está disponível para todas as ilhas do arquipélago, opera em datas e horários específicos além de levar mais tempo para que você chegue ao destino.

Informações como dias e horários estão disponíveis no site MTCC. Infelizmente esse site não é muito amigável já que eles separam os arquivos por atol.

Lanchas são operadas por diversas empresas, minha recomendação é que você pegue o nome e contato da empresa com a hospedagem escolhida na ilha que você visitará. Sai mais barato você reservar o barco diretamente para não pagar impostos duas vezes.

Vôos são operados pela Flyme, Maldivian e Trans Maldivian.

Confira a s opções de transporte, datas, horários e valores antes de finalizar seu itinerário e reservar hospedagens e passeios para que não tenha nenhuma surpresa.

 

Clima:

O clima nas Maldivas é quente durante o ano todo, a temperatura média é de 23 a 31 graus.

A melhor época para visitar as ilhas Maldivas é entre Novembro e Abril porque o risco de chuva é menor.

Alta temporada: Ocorre de dezembro a fevereiro. Há pouca chance de chuva e os preços são mais altos.

Baixa temporada: Vai de maio a novembro por conta das monções, que têm seu pico em junho.

Temporada de surfe: De abril a outubro.

Sandbank nas Ilhas Maldivas

Sandbank nas Ilhas Maldivas

Lixo nas ilhas Maldivas

Certamente você verá lixo nas praias das ilhas locais nas Maldivas, o que não ocorre nos resorts.

O que acontece é que há poucas décadas atrás, o único lixo gerado pelos maldívios era espinhos de peixe e outras coisas naturais do tipo, com isso, eles tinham o hábito de jogar seu lixo no mar. Em todas as ilhas locais havia uma praia para banho, outra para pesca e uma para lixo…

Com o crescimento do turismo, Maldivas começou a importar muitos materiais e receber muitas embalagens como papelão e principalmente plástico. Agora, imagine a dificuldade de fazer a gestão de lixo de mais de 1000 ilhas? Em pouco tempo, o lixo se tornou um grande problema no país que não estava (e ainda não está) pronto para lidar com isso.

O governo está trabalhando para mudar a situação. Eles falharam ao tentar mudar os hábitos dos adultos, então agora eles estão criando programas nas escolas onde eles mostram os corais para as crianças juntamente com o impacto causado pelo plástico no meio ambiente, assim eles entender melhor a situação e criar bons hábitos.

Enquanto isso, a vida nos resorts é totalmente diferente. Com tarifas altas e poucas pessoas para lidar em suas ilhas privadas, os resorts conseguem manter suas praias limpas.

 

Internet:

A internet nas Maldivas não é das melhores, até mesmo em resorts e guest houses. Caso você queira manter-se conectado(a) durante a viagem é interessante comprar um chip local.

Eu comprei um pacote pré-pago na loja da Dhiraguu que fica no aeroporto internacional, e me ajudou bastante.

Caso você queira mais informações sobre chips pré-pagos nas Maldivas, veja este artigo

Coqueiro em linda praia de Gulhi

Coqueiro em linda praia de Gulhi – Maldivas
Foto: Elaine Villatoro

Para consultar os descontos que temos com nossos parceiros nas Maldivas, entre no nosso grupo Gaste Menos, Viaje Mais no Facebook.

 

Veja também:

Dicas de viagem para Maldivas